Divina Misericórdia XXI

18 04 2013

Caro devoto de Jesus Misericordioso, a Igreja tem um imenso tesouro espiritual. Há muitas congregações e ordens religiosas dedicadas à vida apostólica, com trabalhos nas paróquias, no meio do povo, bem como uma variedade de ordens contemplativas, que se dedicam especialmente à vida de oração e silêncio. Tanto Ordens masculinas, como femininas. Os beneditinos, carmelitas, cartuxos, trapistas, etc. Tanto os mosteiros masculinos como femininos, espalhados por todo o mundo.

Aqui mesmo em Coronel Fabriciano, MG. Brasil, temos as Irmãs Carmelitas, o Mosteiro da Santíssima Trindade. Elas não saem do mosteiro, a não ser quando necessário. Cantam o ofício divino, todos os dias. Vivem na oração e no trabalho que lhes dá o sustento.

Mas tanto para os contemplativos como para todo o mundo (também os leigos), o que eu quero frisar neste pequeno artigo é a necessidade da oração e do trabalho. Não podemos viver uma boa vida cristã sem a oração e também sem o trabalho. Somente rezar é impossível, isto é, o trabalho é necessário e também indispensável para uma vida sadia e produtiva. É preciso saber equilibrar bem estas duas necessidades fundamentais em nossa vida. A vida de monges e monjas é uma vida dedicada a Deus e a Igreja. Por suas orações e seu exemplo são uma grande “reserva” de valores espirituais para o povo de Deus.

É necessário também o lazer, o devido descanso, para retemperar as forças e trazer equilíbrio à vida. Quantas vezes pais deixam um pouco de lado a família, muito atarefados em trabalhar, ainda que seja para obter conforto para seu lar. Dedico este artigo aos religiosos e religiosas que no silêncio, trabalho e oração ajudam a Igreja em sua missão neste mundo.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.





Divina Misericórdia XX

16 04 2013

Caro devoto de Jesus Misericordioso, festejamos no domingo passado, 7 – 4 – 13, a festa da Divina Misericórdia. Aqui em Coronel Fabriciano, foi solenemente comemorada. É impressionante como esta devoção se espalhou tão rapidamente pelo mundo todo. Aconselho você, meu caro leitor, que também tenha em sua casa a imagem de Jesus Misericordioso ou o quadro. Grandes graças nos são dadas através da veneração deste quadro ou imagem.

Tenho sempre ouvido pessoas que ficam desconcertadas com os acontecimentos. Não estamos no céu, estamos numa terra muitas vezes hostil à vida humana. Não faltam espinhos, cobras venenosas, terremotos, catástrofes naturais, doenças, pobreza, etc. E colocamos às vezes a culpa em Deus, ou duvidamos de sua Misericórdia. Nossa cruz é inevitável, isto é, cada um tem a cruz que faz parte da condição humana neste mundo. Não é que Deus nos abandone. Teria ele abandonado os santos e santas que tanto sofreram e tanto o amaram?Ouvimos frases como: “se não tivesse problema, a vida não teria graça.” Sem dúvida alguma, muitas vezes o sofrimento mostra o amor e generosidade de alguém que suporta situações difíceis por outra pessoa, como mães que dão um exemplo de amor imenso por seus filhos e que são capazes de tolerar sofrimentos. Tal amor não seria tão heróico sem a cruz.

No mistério em que vivemos neste mundo, brilha a Cruz de Jesus, como um farol a iluminar as nossas trevas.

A Misericórdia foi maior que a justiça.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.





Divina Misericórdia XIX

4 04 2013

Caro devoto de Jesus Misericordioso, tendo vivido a Semana Santa e a Páscoa, teremos agora a festa das festas, o dia dos dias: Dia da Divina Misericórdia. Não deixemos passar tão grande Dia, sem aproveitar as graças que podemos obter neste dia. Como disse Jesus Misericordioso à Santa Faustina, neste dia as comportas da Misericórdia estarão abertas. Na verdade sempre estão, mas neste dia de um modo todo especial. E é com a “vasilha” da confiança que iremos buscar tudo de que necessitamos nesta fonte inesgotável de Misericórdia, o próprio Jesus Misericordioso.

Podemos ganhar a indulgência plenária neste dia. Não se esqueça de rezar o Terço da Misericórdia a qualquer hora deste dia.

Aqui em Coronel Fabriciano, (MG) estamos construindo o belo monumento a Divina Misericórdia, que ficará no alto do morro bem visível para toda a cidade. O monumento a princípio seria maior, mas dadas certas dificuldades de construção, será de pouco mais de oito metros. Uma imagem muito bonita e artística. Temos o plano de iluminá-la à noite. Mas isto não será feito logo que se inaugurar o monumento. O artista está fazendo a imagem em Timóteo, município vizinho.

Não deixe de ter em sua casa o quadro ou imagem da Divina Misericórdia, é uma fonte de bênçãos. Veja em nosso blog, na parte “postagens” como está indo o trabalho.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.





Divina Misericórdia XVIII

1 04 2013

Caro devoto de Jesus Misericordioso, se Jesus fosse um rei como os seus contemporâneos pensavam e desejavam, há muito já teria passado. Os reis deste mundo passam e as dinastias. Fica depois uma mera referência histórica. O que é Alexandre Magno para nós hoje?Passou. É uma “peça de museu”. Quando Pilatos pergunta a Jesus se ele é rei, a resposta é: sim, mas o meu Reino não é deste mundo. De fato, se fosse já teria passado há tempos, talvez nem sequer tivéssemos notícia de tal reino. Mas Jesus é Rei de Justiça, Amor, Verdade e Paz. Como disse o anjo a Maria, ele serágrande, será chamado Filho do Altíssimo, e seu Reino não terá fim.

É o que nós vemos; passados 2.000 anos, o mundo inteiro festeja sua Ressurreição. Ele está mais vivo do que nunca, sua Igreja canta os seus louvores, as igrejas se enchem de milhões de fiéis. Cristo ressuscitou! E esta Boa Notícia nos faz crer nele e em suas palavras. Nós cristãos cremos que também nós haveremos de estar com ele na Vida Eterna, no Céu. Nossa vida é uma caminhada rumo à eternidade.

A Páscoa é chamado e convite a uma vida nova, isto é, de acordo com a vontade de Deus, obedecendo seus mandamentos, vivendo na honestidade e boa convivência com todos a começar pelo próprio lar.

No próximo domingo vamos comemorar a Festa da Divina Misericórdia!!! Esta festa tem um significado especial para toda a Igreja, principalmente para nós, devotos de Jesus Misericordioso. Pode-se ganhar a indulgência plenária (nas condições de costume: confissão e comunhão). Aproveitemos tão grande dádiva, e vamos buscar as graças de que necessitamos, com confiança nesta Misericórdia inesgotável de Deus.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.





Divina Misericórdia XVII

1 04 2013

Caro devoto de Jesus Misericordioso, quando olhamos o céu, ficamos admirados, assombrados com a grandeza do universo. São bilhões de estrelas, galáxias, astros de todos os tamanhos, temperaturas altíssimas e também muito baixas. O Criador fez tudo com sabedoria!

Um Deus tão grande está infinitamente longe também de nossa pequenez e de nossa existência tão passageira.

Mas esse Deus tão grande e “assombroso” vai também nos deixar perplexos com sua Misericórdia, não menos infinita que seu poder.

Hoje é Sexta-feira Santa. Contemplamos um Deus que se digna vir em socorro da humanidade. A Cruz é escândalo para “judeus e gregos” como diz São Paulo. Para nós, cristãos, é mistério de Amor e Sabedoria. Tão grande poder não perde para tão grande Misericórdia. E diz São João, Deus é Amor.

Caro amigo, hoje nos voltamos sobre o mistério da Redenção: a morte e ressurreição de Jesus Cristo.

Na vida sofrida do homem sobre a Terra, brilha uma esperança, brilha o maior gesto de Amor: a Cruz.

Vamos reavivar a nossa fé em Cristo e sua Igreja. Tanta grandeza de Deus, de nada adiantaria para nós, se ele não se voltasse para nós com Amor e Misericórdia. Ele o fez.

Hoje começa a novena a Divina Misericórdia, que vai terminar no dia 7 de abril, dia da Divina Misericórdia, neste dia as comportas da Misericórdia de Deus estão escancaradas. Primeiro domingo depois da Páscoa.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.





Divina Misericórdia XVI

26 03 2013

Caro devoto de Jesus Misericordioso, nosso Mestre não só foi misericordioso mas, nos ensinou a exercer as obras de Misericórdia. Assim a Igreja ao longo dos séculos teve uma atenção particular para com os mais sofredores, tais como os doentes, pobres, presos, marginalizados, aleijados. Num tempo em que não havia qualquer assistência do governo foi a Igreja que cuidou dos mais abandonados.

Quem salvou milhares de vidas na França, quando reinava um pobreza imensa? Foi São Vicente. As obras vicentinas continuam até hoje.

Quem fundou o primeiro hospital? São João de Deus. Quem cuidou dos leprosos abandonados na ilha de Molokai? São Damião. Quem cuidou dos escravos na Colômbia, dando-lhes até comida na boca? São Pedro Claver. Quem cuidou da juventude, fundando colégios para os jovens e adolescentes pobres? São João Bosco. E assim por diante.

Sem estardalhaço as obras sociais da Igreja atendem, mesmo com todo o progresso atual, a milhões de pessoas, que estariam mortas sem este auxílio.

E é bom ver o imenso trabalho do novo Papa, Papa Francisco I, que em Buenos Aires, como Arcebispo da cidade, fez um trabalho maravilhoso e humilde atendendo pessoalmente a pobres favelados. Isto a mídia não fala. Como sempre, coisas boas não são para a mídia, que qual urubu só vive de carniça.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.





Divina Misericórdia XV

22 03 2013

Caro devoto de Jesus Misericordioso, a Igreja tem muitos santos e santas e isto é maravilhoso, pois nos santos temos um exemplo para nossa vida.

Além de numerosos santos canonizados há uma multidão de pessoas que jamais será canonizada, mas, seus exemplos são inesquecíveis e o bem que fizeram é um tesouro que não passa.

Temos as imagens dos santos. Imagem não é ídolo. Aqui mesmo em nossa cidade temos na praça uma estátua de Juscelino Kubistcheck. Seria possível alguém pensar que Juscelino é Deus? Temos também monumentos a Tiradentes, Duque de Caxias, etc. Não acredito que ninguém poderia imaginar tais pessoas como deuses.

Ora, assim como a Pátria homenageia seus heróis, a Igreja homenageia seus heróis os santos, que são santos justamente porque seguiram a Jesus Cristo e obedeceram seus mandamentos.

Lembro-me agora de uma pessoa muito santa: Lola, de Rio Pomba MG, perto de Juiz de Fora. Esta santa criatura durante quase 60 anos, não comia nada, nem bebia, nem dormia!!! Paralítica da cintura para baixo ficava em sua cama. Ela comungava todos os dias; o padre ou o ministro da Eucaristia levava a comunhão para Lola. Faleceu em 1999. Muito conhecida em Rio Pomba, lá no dia de sua morte ( 9 de abril) é feriado municipal. Lola é uma Glória para Minas Gerais e o Brasil.

Lola, muito devota do Sagrado Coração de Jesus, deixou um exemplo admirável. Sua vida já é um milagre. Por sua intercessão muita gente já alcançou graças e milagres. Que Deus na sua infinita bondade e misericórdia, nos conceda a graça da Beatificação de Lola.

Deus é admirável nos seus santos.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.








Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 2.532 outros seguidores