Divina Misericórdia XC

23 04 2014

Imagem: "Jesus, eu confio em vós"

Jesus, eu confio em vós

Misericordiosíssimo Jesus, que sois a própria Bondade, vós não negais a luz aqueles que vos pedem, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas dos nossos irmãos separados e atraí-os pela vossa luz à unidade da Igreja e não os deixeis sair da mansão do vosso compassivo Coração, mas fazei com que também eles glorifiquem a riqueza da vossa Misericórdia.
Eterno Pai olhai com Misericórdia para as almas dos nossos irmãos separados que esbanjaram os vossos bens e abusaram das vossas graças, permanecendo teimosamente nos seus erros. Não olheis para os seus erros, mas para o amor do vosso Filho e para sua amarga Paixão, que suportou por eles, pois também eles estão encerrados no Coração compassivo de Jesus. Fazei com que também eles glorifiquem a vossa Misericórdia por todos os séculos eternos. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

6º dia

Hoje traze-me as almas mansas e humildes, assim como as almas das criancinhas e mergulha-as na minha misericórdia. Essas almas são as mais semelhantes ao meu Coração. Elas me confortaram na amarga Paixão da minha agonia. Eu as vi quais anjos terrestres que futuramente iriam velar junto aos meus altares. Sobre elas derramo torrentes de graças. Só a alma humilde é capaz de aceitar a minha graça. Às almas humildes favoreço com a minha confiança.
Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes: aprendei de mim que sou manso e humilde de coração, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração as almas mansas e humildes e as almas das criancinhas. Essas almas encantam o Céu todo e são a especial predileção do Pai Celestial. São como um ramalhete diante do trono de Deus, com cujo perfume o próprio Deus se deleita. Essas almas têm a mansão permanente no vosso Coração compassivo e cantam sem cessar um hino de amor e misericórdia pelos séculos.
A alma verdadeiramente humilde e mansa
Já respira aqui na terra o ar do paraíso,
E o perfume do seu coração humilde
Encanta o próprio Criador.
Eterno Pai olhai com misericórdia para as almas mansas, humildes e para as almas das criancinhas, que estão encerradas na mansão compassiva do Coração de Jesus. Estas almas são as mais semelhantes ao vosso Filho. O perfume destas almas eleva-se da Terra e alcança o vosso Trono. Pai de misericórdia e de toda bondade, suplico-vos pelo amor e predileção que tendes para com estas almas: abençoai o mundo todo, para que todas as almas cantem juntamente a gloria à vossa misericórdia, pelos séculos eternos. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

7ºdia

Hoje traze-me as almas que veneram e glorificam de maneira especial a minha misericórdia e mergulha-as na minha misericórdia. Estas almas foram as que mais sofreram por causa da minha Paixão e penetraram mais profundamente no meu espírito. Elas são a imagem viva do meu Coração compassivo. Estas almas brilharão com um especial fulgor na vida futura. Nenhuma delas irá ao fogo do inferno. Defenderei cada uma delas de maneira especial na hora da morte.
Misericordiosíssimo Jesus, cujo Coração é o próprio Amor, aceitai na mansão do vosso compassivo Coração, as almas que honram e glorificam de maneira especial a grandeza da vossa misericórdia. Estas almas tornadas poderosas pela força do próprio Deus, avançam entre penas e adversidades, confiando na vossa misericórdia. Estas almas estão unidas a vós e carregam sobre seus ombros a humanidade toda. Elas não serão julgadas severamente, mas a vossa misericórdia as envolverá no momento da morte.
A alma que glorifica a bondade do Senhor
É por ele especialmente amada;
Ela está sempre próxima da fonte viva
E bebe as graças da misericórdia divina.
Eterno Pai olhai com misericórdia para as almas que glorificam e honram o vosso maior atributo, isto é, a vossa insondável misericórdia. Elas estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Estas almas são o evangelho vivo e as suas mãos estão cheias de obras de misericórdia; suas almas repletas de alegria cantam um hino da misericórdia ao Altíssimo. Suplico-vos, o Deus, mostrai-lhes a vossa misericórdia segundo a esperança e a confiança que em vós colocaram que se cumpra nelas a promessa de Jesus, que disse: as almas que veneram a minha insondável misericórdia, eu mesmo as defenderei durante a sua vida, e especialmente na hora da morte, como minha glória. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

8º dia

Hoje, traze-me as almas que se encontram na prisão do purgatório e mergulha-as no abismo da minha misericórdia. Que as torrentes do meu sangue refresquem o seu ardor. Todas estas almas são muito amadas por mim. Elas pagam as dívidas à minha justiça. Está em teu alcance trazer-lhes alívio. Tira do tesouro da minha Igreja todas as indulgências e oferece-as por elas. Oh! Se conhecesses o seu tormento, incessantemente oferecerias por elas a esmola do espírito e pagarias as suas dívidas à minha justiça.
Misericordiosíssimo Jesus, que dissestes que quereis misericórdia , eis que estou trazendo à mansão do vosso compassivo Coração as almas do purgatório, almas que vos são muito queridas e que, no entanto, devem dar reparação à vossa justiça. Que as torrentes de sangue e água que brotaram do vosso Coração apaguem as chamas do fogo do purgatório, que também ali seja glorificado o poder da vossa misericórdia.
Do terrível ardor do fogo do purgatório
Ergue-se um lamento (das almas) à vossa Misericórdia;
E recebem consolo, alívio e conforto
Na torrente derramada do Sangue e da Água.
Eterno Pai olhai com misericórdia para as almas que sofrem no purgatório e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Suplico-vos que, pela dolorosa Paixão de Jesus, vosso Filho e por toda a amargura de que estava inundada a sua santíssima Alma, mostreis vossa misericórdia às almas que se encontram sob o olhar da vossa justiça. Não olheis para elas de outra forma senão através das chagas de Jesus, vosso Filho muito amado, porque nós cremos que a vossa bondade e misericórdia são incomensuráveis. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

9º dia

Hoje traze-me as almas tíbias e mergulha-as no abismo da minha misericórdia. Estas almas ferem mais dolorosamente o meu Coração. Foi da alma tíbia que a minha alma sentiu repugnância no Jardim das Oliveiras. Elas me levaram a dizer: Pai, afasta de mim este cálice, se assim for a vossa vontade. Para elas a última tábua de salvação é recorrer à minha misericórdia.
Ó compassivo Jesus, que sois a própria compaixão, trago à mansão do vosso compassivo Coração as almas tíbias; que se aqueçam no fogo do vosso amor puro estas almas geladas que, semelhantes a cadáveres, vos enchem de tanta repugnância. Ó Jesus, muito compassivo, usai a onipotência da vossa misericórdia e atraí-as até o fogo do vosso amor e concedei-lhes o amor santo, porque vós tudo podeis.
O fogo e o gelo não podem ser unidos,
Porque ou o fogo se apaga, ou o gelo se derrete;
Mas a vossa misericórdia, ó Deus,
Pode auxiliar indigências ainda maiores.
Eterno Pai, olhai com vossa misericórdia para as almas tíbias e que estão encerradas no Coração compassivo de Jesus. Pai de misericórdia suplico-vos pela amargura da Paixão de vosso Filho e por sua agonia de três horas na Cruz, permiti que também elas glorifiquem o abismo da vossa misericórdia. Amém.
Pai Nosso, Ave Maria, Glória.

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: