Divina Misericórdia LXIII

6 12 2013

Amor ao próximo

Amor ao próximo

Caro devoto de Jesus Misericordioso, “nosso coração não pode ser de fogo para Deus e de gelo para os seres humanos; nem de fogo para os seres humanos e de gelo para Deus. Ele é ou de gelo ou de fogo.” (Beato Charles de Foucauld)

O Beato Charles de Foucaud foi um oficial do exército francês que se converteu por volta dos seus 30 anos. Tornou-se monge trapista e depois eremita. Foi um grande místico!

Jesus nos diz que o amor para com Deus e para com o próximo estão em íntima relação, isto é, não há um sem o outro. Se não se ama o próximo a quem se vê, como se amará a Deus a quem não se vê?

Daí que o mandamento do amor é o maior mandamento e nele está incluída toda a Lei e os profetas.

O amor começa na família e se estende a um âmbito maior. Até aqueles com os quais não temos laços de sangue, parentesco ou laços que nos unem de alguma forma.

Na Divina Misericórdia vemos o amor que se estende até aos ímpios e pecadores, pois nela está o amor benigno que perdoa o pecador e o eleva às alturas da Graça de Deus.

Embora pareça fácil, o verdadeiro amor é muitas vezes difícil, inclui o perdão, a tolerância, a compreensão.

Diga ao ler esta reflexão: Divina Misericórdia eu me consagro a Vós.
Pe. Macedo da Divina Misericórdia.

Anúncios

Ações

Informação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: